Satisfação pessoal

Antecedentes

Mensurar sentimentos pode ser muito subjetivo, mas constitui um complemento útil a dados mais objetivos para comparar a qualidade de vida de países. Dados subjetivos podem fornecer uma avaliação pessoal da saúde, escolaridade, renda, realização pessoal e condições sociais de uma pessoa. Pesquisas são especialmente usadas para mensurar a satisfação com a vida e a felicidade.

Satisfação com a vida

A satisfação com a vida mensura como as pessoas avaliam sua vida como um todo em vez de seus sentimentos momentâneos. Quando solicitadas a classificar sua satisfação geral com a vida em uma escala de 0 a 10, as pessoas da OCDE lhe atribuíram uma nota 6,5. Entretanto, a satisfação com a vida não é a mesma em todos os países da OCDE. 

Alguns países - Hungria, Portugal e Turquia - possuem um nível relativamente baixo de satisfação geral com a vida, com pontuações médias de 5,5 ou menos. Na outra extremidade da escala, pontuações alcançaram 7.6 na Noruega e Suíça. Não há quase nenhuma diferença nos níveis de satisfação com a vida entre homens e mulheres nos países da OCDE. Contudo, olhando os níveis de escolaridade das pessoas, existe uma diferença clara: enquanto pessoas que concluíram apenas o ensino fundamental nos países da OCDE possuem um nível de satisfação com a vida de 5,7, essa pontuação alcança 6,9 para pessoas com ensino superior.

Satisfação pessoal em mais detalhes por país